segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Yvone, filha de Emídio e de Verônica de Jesus

.
Material levantado de fontes documentais pelo pesquisador Orlins Santana de Oliveira,Membro do Instituto Historico da Bahia, gentilmente disponibilizada por este estudioso através deste blog.
Em março de 1934, uma criança foi entregue ao chefe da estação de Jurema, no Distrito de Juazeiro, na Bahia. Este se incumbiu de encaminhá-la a Salvador. Aí chegaram duas. Uma, incorporada no caminho, tinha um bilhete que esclarecia. Chamava-se ¨Maria¨ e era filha do cangaceiro Luiz Pedro.
Estação de Jurema - foto fornecida por Orlins Santana de Oliveira.

A outra, precisamente a que fora entregue ao chefe da estação, era identificada como Yvone.
Um bilhete a referenciava como filha de um cangaceiro cujo nome real era Emidio ou Ymidio Ribeira da Silva, do bando de Arvoredo. A mãe da criança estava indicada como se chamando Veronica de Jesus. O cangaceiro foi citado, dado o sobrenome, como sendo parente de Sérgia Ribeiro da Silva, a Dadá.
Enviadas as crianças para Salvador, foram colocadas, em 28 de maio de 1934, na roda do Asylo dos Expostos, em Salvador.
.
Santa Casa de Misericórdia, em Salvador, atualmente:

Situação atual da antiga localização da Roda dos Expostos, da Santa Casa de Misericórdia, em Salvador:

Situação antiga com a Roda dos Expostos, na Santa Casa de Misericórdia, em Salvador:

Atualmente, a roda original encontra-se no Convento do Desterro.
.
Registro de batismo e de falecimento:

Transcrição das anotações do batismo e do falecimento:
Yvone de Matos
Baptisou-se no dia 24 de abril de 1934
Está no Asylo
Falleceu de bronco-pneumonia, no dia 1 de abril de 1935

.
Para utilizar as matérias deste blog, atentar para:
Como citar
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário