quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

27 de agosto de 1928, no “A Tarde”:

.
A policia bahiana ao encalço de “Lampeão”
O sicario diz nada querer na Bahia

As forças volantes da policia bahiana que se encontram no sertão em perseguição ao famigerado Lampeão, approximam-se cada vez mais do bandido, para um cerco definitivo.
Ha dias partiu de Curaçá a companhia do primeiro tenente João Francisco com o contingente do sargento Pereira.
No dia 23 devia ter chegado em Feira do Pau uma companhia de metralhadoras, sob o commando do ten. João Candido.
A força do capm. Hercilio Rocha partiu de Patamuté.
Como se vê, forças efficientes da policia se movimentam em perseguição do bandido.
AS ULTIMAS NOTICIAS DE “LAMPEÃO”
O dr. Madureira de Pinho, secretario da Paolicia, recebeu hontem, do capm. Hercilio Rocha, um telegramma, dando-lhe as ultimas noticias de Lampeão.]
Um estafeta que viera de feira do Páu para Uáuá, no dia 26, disse haver visto ali o bandido acompanhado de 6 homens armados a fusil, tendo cada um 400 cartuchos. Lampeão procurou naquelle arraial trocar uma nota de 500$ por 400$, não encontrando quem quizesse ganhar os 100$ réis. Deante disto, pretendeu tranquilllisar os habitantes do logarejo, dizendo que nada queria fazer nos sertões bahianos, que nada queria na Bahia.
O secretario da Policia telegraphou ao seu informante que continuasse perseguindo o bandoleiro.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário