sábado, 15 de dezembro de 2012

Carta de Pão de Assucar, Alagoas, ao Presidente da República - 23 de junho de 1926



PÃO DE ASSUCAR, 23 DE JUNHO DE 1926



EXMO PRESIDENTE DA REPUBLICA, COVERNADORES DOS ESTADOS, PRESIDENTES DAS ASSOCIAÇÕES COMERCIAES:


– Os abaixo firmados, autoridades federaes e estaduaes, commerciantes e proprietarios em Pão de Assucar, Estado de Alagoas, inspirados pelo nobre sentimento de humanidade, irmanados no soffrimento atroz dos seus irmãos, victimas indefezas das depredações, incendios, assassinios, violencias, espancamentos, estupramento, praticados pelo sinistro grupo de bandoleiros, chefiados pela féra vil e desforme por alcunha “Lampeão”, ainda espectadores das ruinas, cicatrizes, lamentações dos orphãos deshonrados e dos que ficaram em completa miseria, recorrem aos Governos dos Estados, ás Associações Commerciaes e aos bandos precatorios para um justo e valioso auxilio, soccorrer as miserias implantadas e para a restauração dos escombros do Commercio dospovoados de Olhos, Caboclo, Serrote da Furna e Tapera, pontos cardeaes, fadado ao campeio da horda de cannibaes.
Appellamos para a imprensa Brazileira, nossos patricios e patricias e lançamos o nosso brado de angustia e desejo para a obtenção da importancia de cento e cincoenta e oito contos quantia esta comprovada e julgada por peritos idoneaos, para a restauração do commercio sinistrado, para a expulsão da fome dos flagellados e para enxugar as lagrimas copiosas derramadas por nossos irmãos conflagrados. Para authenticar os horrores e o requinte de pervesidade demonstrado, é sufficiente indicar as photographias dos escombros estampadas nas revistas do Paiz e expor o caso do assassinato do proprietario Manoel Soares, que procurando evitar o estupramento de sua filha que pedia soccorro, foi sangrado miseravelmente, sendo apresentado o cadaver, em regosijo de tão bestial acção. Innumeros desatinos praticados, seria prolixo communicar.
A commissão agradecida pelo caridoso apoio que nos proporciona para esssa meritoria Caridade, roga encarecidamente que as esportulas sejam enviadas directamente ao sr. presidente da Associação Commercial de Alagoas.
Foram tomadas as providencias pelo homem de rija tempera governador Costa Rego, que não poupou esforços em extinguir o tetrico grupo, o que infelizmente não logrou, em face da tamanha velocidade que foram feitos os assaltos.
Os nossos sentimentos ajoelham–se agradecidos, com uma prece ao Creador, pelo animo que offerecem aos deshonrados de ventura.
Com estima e consideração subscrevem–se

Manoel Pastor da Veiga, Manoel Campos, Manoel Rego, Alvaro Simas
.

.
Como citar
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário